Fórum da rede ex aequo

Cidades com e sem núcleo lgbti => Norte => Bragança => Tópico iniciado por: fiodor em 07.mai.2006, 19:26:49

Título: Literatura em Bragança... leituras e interpretações
Enviado por: fiodor em 07.mai.2006, 19:26:49
Este tópico tem dois propósitos claros: discutir leituras mais ou menos eruditas e apresentar sugestões de livros que hoje são referências para cada um de nós.
Vamos também nós motivar @s noss@s visitantes para a leitura.
 :D ;D
Título: Re: Literatura em Bragança... leituras e interpretações
Enviado por: fiodor em 20.mai.2006, 09:49:49
Como o prometido é devido, aqui fica uma sugestão: Mrs. Dalloway, da Vírginia Woolf. Para quem não sabe, este livro, inicialmente, deveria chamar-se As Horas, e inspirou o filme homónimo, que aconselho vivamente.
A história retrata um pós-guerra, com algumas personagens afectadas por traumas, onde o amor consegue ultrapassar algumas barreiras (mas não todas!). Mrs. Dalloway terá no dia da sua festa - mais uma - de reflectir sobre o seu verdadeiro amor, quando regressa da Índia uma sua antiga paixão, a primeira, que, não fosse a família, teria resultado num casamento feliz (ao contrário daquele que vive). O resto da história só mesmo com a leitura. Por certo, eu vejo neste livro um pouco da mundividência dos Sete Palmos... por isso, fãs de Palmos, leiam esta deliciosa obra. Encontra-se muito bem publicada na Relógio d'água.
 ;)
Título: Re: Literatura em Bragança... leituras e interpretações
Enviado por: fiodor em 26.mai.2006, 09:29:24
Para os apaixonados pelo Parque Natural de Montesinho: saiu já em 1998 um livro muito interessante, mas  a cujas referências bibliográficas acedi há pouco tempo. O título do livro é mesmo «Parque Natural de Montesinho: Património Natural Transmontano. A edição é de João Azevedo Editor. E o que é este livro? POis diria que é um guia para o visitante ( e olhem que não estou a ser original ao classificá-lo deste modo! Os autores também o fizeram.), que fala da flora e da fauna que podemos encontrar (e onde) neste Reino Maravilhoso (esta expressão ambém foi roubada a Torga!).
Vão gostar certamente. Por certo, é um livro que facilmente encontrarão nos postos de turismo da região transmontana.
Abraços e beijos,
 ;)