Assuntos Gerais > Apoio

Preciso mesmo de desabafar

(1/3) > >>

_Pipoca_:
Boa noite,

Desculpem o desabafo, mas preciso mesmo de deitar cá para fora o que estou a sentir.

A minha vida nunca foi muito fácil, e pior ficou quando aos 15 anos (2004) comecei a ter ataques de pânico e ansiedade.
Não foi nada fácil, foram muitos anos a viver com isto.
Em finais de 2014, voltei a ter uma recaída e senti -me perdida de novo, mas tive ajuda de uma psicóloga.
Em Fevereiro de 2015, conheci uma pessoa que ia mudar a minha vida.
Ela vivia em Lisboa, e eu nem era capaz de sair da minha zona de conforto (Leiria) e ela fez com que conseguisse, mudei-me para lá nesse mesmo ano em Setembro e fui morar sozinha num quarto.
Nunca pensei na minha vida conseguir tal coisa.
Namorámos durante 2 anos e tal e a nossa relação acabou no dia 19 de dezembro.
Fiquei desempregada em Novembro e foi difícil de arranjar trabalho, a minha ex disse para eu ir viver com ela para Lisboa, porque eu estava perto de Sintra e não iria conseguir pagar o quarto.
Mas nesse dia 19 de Dezembro, acabou :( ela disse que não me queria la em casa assim (desemprego).
Tive que voltar para Leiria, para juntos dos meus pais, sei que eles gostam muito de mim, mas eu não consigo estar aqui. Só quero voltar, parece que voltar a Leiria foi como voltar atrás no tempo e eu nesta cidade não tenho boas recordações, sinto um sufoco estar aqui.
Neste momento sinto-me perdida, ainda por cima nao tenho com quem falar. Perdi a pessoa que gostava, perdi metade de mim.
Todos os dias choro, não sei que fazer, não sei mesmo. Estou numa tristeza profunda e numa ansiedade que não desejo a ninguém.
Não queria ter de novo uma recaída, uma vez que conquistei tanta coisa nestes anos.

Desculpem o longo desabafo :(

codename:none:
Olá, Pipoca.
Não é fácil ler o que escreveste e mais difícil ainda deve ser ter que viver com isso.
Acredito que acabaram por razões fortes, porque sendo uma relação de dois anos não terá sido fácil para ninguém. Voltar a viver com os pais depois de termos estado fora é sempre duro e parece sempre que demos 10 passos atrás. E neste momento tudo parece pior porque acabaste uma relação duradoura e, da mesma forma que a tua vida mudou quando a começaste, voltou a mudar quando a acabaste.
No entanto, há uma coisa que é preciso entender nesta fase e será isso que te vai ajudar daqui para a frente: uma porta fecha, outra abre-se. A tua relação era uma grande parte de ti, da tua vida, mas não era tudo. Há outras coisas para as quais vais ter que (re)aprender a viver e, mesmo que seja duro e demore algum tempo, será isso que te vai ajudar.
Não estás sozinha, tens-nos a todos aqui. Estamos cá para te ouvir, para te ajudar a seguir um novo caminho e um longe da pessoa que te mudou a vida duas vezes. Porque a vida é tua e és tu que decides como a viver! Não é a tua ex, não são os teus pais; és tu.
Se for preciso qualquer coisa, está à vontade :) muita força!

_Pipoca_:

--- Citação de: codename:none em 1 de Janeiro de 2018 ---Olá, Pipoca.
Não é fácil ler o que escreveste e mais difícil ainda deve ser ter que viver com isso.
Acredito que acabaram por razões fortes, porque sendo uma relação de dois anos não terá sido fácil para ninguém. Voltar a viver com os pais depois de termos estado fora é sempre duro e parece sempre que demos 10 passos atrás. E neste momento tudo parece pior porque acabaste uma relação duradoura e, da mesma forma que a tua vida mudou quando a começaste, voltou a mudar quando a acabaste.
No entanto, há uma coisa que é preciso entender nesta fase e será isso que te vai ajudar daqui para a frente: uma porta fecha, outra abre-se. A tua relação era uma grande parte de ti, da tua vida, mas não era tudo. Há outras coisas para as quais vais ter que (re)aprender a viver e, mesmo que seja duro e demore algum tempo, será isso que te vai ajudar.
Não estás sozinha, tens-nos a todos aqui. Estamos cá para te ouvir, para te ajudar a seguir um novo caminho e um longe da pessoa que te mudou a vida duas vezes. Porque a vida é tua e és tu que decides como a viver! Não é a tua ex, não são os teus pais; és tu.
Se for preciso qualquer coisa, está à vontade :) muita força!

--- Fim de Citação ---

Obrigada, mas não está a ser nada fácil, tenho esperança de voltar para lá, mas longe dela.
Parece que neste momento não tenho forças para nada.
Queria pensar mais em mim neste momento, mas está mesmo complicado.

codename:none:
Esta primeira fase vai ser muito complicada, especialmente estando desempregada. Acabas a pensar só nisso, o que não é benéfico. Mas tu tens forças, disso não duvides! A maior força é a força de vontade :) encontras essa e as outras seguem atrás.

_Pipoca_:

--- Citação de: codename:none em 1 de Janeiro de 2018 ---Esta primeira fase vai ser muito complicada, especialmente estando desempregada. Acabas a pensar só nisso, o que não é benéfico. Mas tu tens forças, disso não duvides! A maior força é a força de vontade :) encontras essa e as outras seguem atrás.

--- Fim de Citação ---

Assim espero

Navegação

[0] Índice de mensagens

[#] Página seguinte

Ir para versão completa