Outras Conversas > Artes & Letras

O Código Da Vinci

(1/8) > >>

Scorpio_Angel:


Debate sobre livro e filme "O Código Da Vinci" ( The Da Vinci Code ).

Arms:
Ainda não vi o filme, mas já me disseram que o filme cortou imensas partes essenciais do livro. E, por causa disso, estou na dúvida se vejo ou não. Além disso, disseram-me que a interpretação do Tom Hanks deixa muito a desejar. Alguém pode dar-me um opinião? Se vale a pena ou não?

Eyre:
Confesso que não estou nada curiosa para ver o filme. Imagino-no excessivamente industrial, i é, mainstream. Para além do mais disseram-me muito mal do livro e, para finalizar, não gosto particularmente nem do Tom Hanks nem da Audrey Tatou. Mas sobretudo pesa o que me disseram do livro e toda a histeria que se criou à volta do mesmo.

alis volat:
Vi o filme ontem, achei-o menos entusiasmante que o livro. Para quem não leu e não quiser ler pode ver o filme que é bastante fiel (pelo menos do que me recordo do livro, corrijam-me se mentir). Na representação destaco o Sir Ian e o actor que protagoniza o Silas. Os protagonistas não me convenceram... Há alguns efeitos especiais interessantes… não é um filme mau mas tem um intuito claramente comercial.
Não me envolveu porque como já referi segue a linearidade do livro...sem orbitar para outras reflexões que seriam possíveis... talvez se tivessem abordado a narrativa de outra forma…

Quanto à polémica. Na minha opinião tem sido inflacionada para proporções oceânicas, sem que para isso haja grande justificação. É uma obra de ficção e o próprio Robert Langdon tem um papel moderador da visão inverosímil (mas que no mundo do livro eventualmente se comprova) do Sir leigh e do ascético Bispo. A personagem de Robert apresenta os factos pragmáticos que, no mundo real, não são mais do que teorias e especulações...e põe a questão no final: que bem surgiria de minar as crenças das pessoas? Propõe que essas descobertas sejam, isso sim, o ponto de partida para rejuvenescer a religião.
 Acho que essa é, se há alguma, a mensagem do autor à ICAR. De resto, pouco interessa se era humano ou divino, casou ou não. A verdade é que, dizem, amou (muito). Por isso marcou a face do globo, e isso devia ser o suficiente. Tudo o que de mal daí surgiu foi pela mão do homem.

Scorpio_Angel:

--- Citação de: Arms_pt em 21 de Maio de 2006 ---Ainda não vi o filme, mas já me disseram que o filme cortou imensas partes essenciais do livro.
--- Fim de Citação ---

Também ainda não vi o filme, mas deixo aqui esta noticia:

AVISO - PODE CONTER SPOILERS[/b][/size]


«Código Da Vinci» recebido sem aplausos[/b][/size]

"O Festival de Cannes reservou uma recepção pouco calorosa filme «Código Da Vinci», apresentado terça-feira à noite a cerca de dois mil jornalistas que o receberam sem aplausos e alguns assobios na véspera da projecção oficial.

Realizado por Ron Howard, o filme reproduz a trama do romance do escritor Dan Brown, com 40 milhões de exemplares vendidos, mas condenado pelos representantes católicos do mundo inteiro que apontam as «falsas-verdades» contadas.

Tom Hanks, que desempenha o papel do professor de semiologia Robert Langdon, revela a Audrey Tautou, que encarna a jovem francesa Sophie Neveu, que é a descendente de Jesus Cristo.

No entanto, esta divulgação, chave tanto do livro como do filme - segundo a história de Dan Brown, Jesus e Maria Madalena teriam concebido uma descendência perpetuada até agora que a Igreja Católica procurou desesperadamente esconder - foi acolhida com risos, assobios e nenhuns aplausos na sala Debussy do Palácio dos Festivais."

Fonte: TSF

Navegação

[0] Índice de mensagens

[#] Página seguinte

Ir para versão completa