Outras Conversas > Artes & Letras

José Saramago

(1/13) > >>

Sarbor:

Quem é que aqui devora os livros de Saramago?  ;D

Os meus preferidos dele são: "As Intermitências da Morte" e o "Ensaio Sobre a Cegueira".

David K.:
Por acaso esses dois, juntamente com o "Todos os Nomes", são os que mais gostei entre os que li.

Elijah Keat:
Comecei a ler o "Memorial do Convento" quer por obrigação, quer por sentir alguma curiosidade. Não gostei; aliás, nem acabei de o ler.

Apesar de fazer umas críticas de um modo engraçado, regra geral acho entediante e a escrita dele não favorece nada. Ok, é original, consegue-se perceber imediatamente quando é que foi o Saramago que escreveu determinada coisa. Mas o texto não é claro, e eu não aprecio isso.

Para além do mais também não sou grande fã de ficção. Ou melhor, se for para ler ficção, gosto de ficção a sério, tal como Tolkien, Rowling, Filipe Faria e Paolini.

David K.:
O Memorial do Convento, apesar de ser a obra tida como major da obra de Saramago, a mim não se me afigura de maneira nenhuma como sendo a melhor.

É também adoptado como obra de leitura obrigatória no 12ºano, o que é um autêntico espanta-leitores, uma vez que não é o livro ideal para se começar a ler Saramago já que a escrita é bastante difícil e até entediante para quem pega naquilo "a seco" sem um background de outras obra do autor. Eu que gosto muito do autor em causa e sendo que o Memorial foi a minha primeira leitura, admito que cheguei a fazer um interregno na leitura do livro por ter cenas de um tipo descritivo não muito fácil de e referências históricas um pouco indegestas (lol). A juntar a isso, ele já é um escritor que faz no geral poucos parágrafos e pouca pontuação, mas abusa da sua ausência neste livro em específico.
Em suma, um mix que me faz desejar que o livro de leitura obrigatório no 12ºano fosse "As Intermitências da Morte" ou "Ensaio sobre a Cegueira". Não diria que parecem escritos por outro autor mas é uma diferença substancial.

Quanto ao género, o livro não pretende ser Ficção mas sim um Romance, tal como a maioria dos livros por essas livrarias fora (Romance não no sentido de lamechice amorosa, claro).

MARGARIDA.C:
Memorial do Convento --> turn in my life
past: normal books --> present: JOSE SARAMAGO is really something.

Navegação

[0] Índice de mensagens

[#] Página seguinte

Ir para versão completa