Outras Conversas > Outras Conversas

Se AMAR não tem Limite, haverá Limite para AMAR??

(1/3) > >>

xuri_ana:
      
“Uma vez um rei deu uma festa e convidou as princesas mais belas do reino.
Um soldado que fazia a guarda viu passar a filha do rei e subitamente apaixonou-se por ela.

Mas o que faria um pobre soldado diante da filha do rei???
Finalmente, um dia conseguiu encontrá-la e disse que não podia mais viver sem ela. Ela ficou tão impressionada por esse sentimento que disse ao soldado:

“Se souberes esperar cem dias e cem noites em baixo da minha janela, então eu serei tua.”

Imediatamente, o soldado pôs-se à espera:

um dia, dois,
dez dias,
vinte dias…
Todas as noites, ela observava-o pela janela.

Ele não saía dali.

Com chuva, vento ou neve, ele continuava ali.

Os passarinhos vinham e cagavam nele,
as abelhas comiam-no vivo, mas ele não se mexia.

Depois de noventa noites, ele estava todo ressecado, doente, cansado e pálido.
As lágrimas escorriam-lhe pelos olhos e não podia segurá-las, pois não tinha mais forças nem para dormir.
E a princesa continuava a olhar para ele.
Quando chegou a nonagésima nona noite, o soldado levantou-se, pegou na sua cadeira
e…  
     foi-se embora.”
Totó: Como assim? No final?
Alfredo: Sim, mesmo no final e não me perguntes o significado. Eu não sei, mas se tu entendeste então explica-me.

(Filme: "Cinema Paraiso")

E depois… no presente encontramo-lo deitado ao lado de uma (quiçá das muitas) mulher, distraído, distante, desligado…

NOSTALGIA e VAZIO, que somatório de amores sem história terá vivido desde então??

… e pergunto-me…     E a princesa??
Será que perdeu cem dias de amor ou será que perdeu o seu AMOR??
Eu não sei se tu entendeste o que se passou com cada um deles,

Se AMAR tem um Limite … ou há um Limite para AMAR
mas se tu entendeste então explica-me…

Pulse:
Uau... Nunca um tópico me pareceu tão estranho quanto este.  ;D

OdonoDakelCeu:

--- Citação de: Pulse em 16 de Julho de 2009 ---Uau... Nunca um tópico me pareceu tão estranho quanto este.  ;D

--- Fim de Citação ---

Estranho e de resposta difícil...

Pulse:
Se calhar o filme não era para ter sentido.  :-X

artemissss:

 O conto é muito bonito e acho que pode ter várias interpretações (ou vejo várias interpretações)… É como alguém disse no teu blog, depende da vivência de cada um.

Não creio que ele se tenha ido embora para preservar o seu amor próprio (foi o que entendi do comentário da lost_head). Se ele esteve ali 99 dias, o amor dele por ela era suficientemente grande e forte para alimentar o seu amor próprio. Era um amor que falava mais alto que tudo!

Numa interpretação mais simplista e vulgar ou menos poética, ele poderia ter estado ali aquele tempo todo à espera que ela se comovesse com a situação dele: de estar fraco, pelo esforço, pela espera, pelo sofrimento, e assim alcançar o amor dela. Pode ter pensado que ela fez-lhe aquele pedido por alguma razão, talvez para testar, para ver até onde ele poderia ir, e ele estaria disposto a passar pelo que fosse para lhe mostrar que era capaz e que o seu amor era grande. Mas no fim, talvez se tenha apercebido que esse não é o caminho para se alcançar o amor de alguém, que o amor verdadeiro não pode aparecer por comoção ou pena, e por isso tenha desistido…

Outra interpretação em que acredito mais (já não tenho a certeza, mas acho que falam no filme disso), é a de que ele tenha desistido com medo de ela não ser capaz de cumprir a promessa. Ele sabia do que era capaz por aquele amor… Mas não sabia do que ela era capaz. E se ela desistisse, não cumprisse a promessa, ele não iria suportar a dor, a desilusão; seria terrível! Assim, pelo menos durante 99 dias, ele viveu na ilusão de que ela seria dele, de que ela estava lá, à espera dele. E essa ilusão alimentou-o durante os 99 dias.

Ainda há mais interpretações, claro! Mas esta última parece-me a que encaixa melhor, pelo facto de ter aguentado até ao último minuto.

Navegação

[0] Índice de mensagens

[#] Página seguinte

Ir para versão completa