Outras Conversas > Artes & Letras

Clássicos da Literatura

(1/3) > >>

Thought:
Quais os clássicos que mais gostaram? E porquê? Quais os contributos para o contexto social, político, cultural desse país/época?

miúda esquisita:
Eu gosto dos serões da provincia. São conos bonitos e das obras de Júlio Dinis é a que leio mais facilmente pk ao serem várias histórias nota-se menos a tendência do autor para e3xagerar na descrição.

iNd:
Por falar de Julio Dinis, dele li ha ja muito tempo A Morgadinha dos Canaviais e Uma Familia Inglesa. Sao bastante diferentes entre si, um passa-se em meio rural, o outro no Porto.

Os classicos da literatura que gosto mais sao os da literatura russa. Anna Karenina e' uma obra de arte. Lembro-me que quando o li uma das coisas que mais gostei e' que a bondade e a maldade nao sao caracteristicas absolutas, i e', ha nuances de bem e mal nas personagens. E depois e' a coragem daquela mulher que se fizesse as coisas como todos os outros faziam era aceite mas ela quis viver as coisas por inteiro e por isso foi recusada. Gostei tambem muito de A Mae, de Maximo Gorki, numa altura em que eu ainda era muito ingenua sobre as boas intencoes do comunismo. Depois li tambem Doutor Jivago que ja apresenta outra versao do comunismo. E li tambem Crime e Castigo, de Dostoievski.

Li tambem Viagens na Minha Terra, de Almeida Garrett e gostei, achei original.

E mais alguns que nao me recordo agora.

Quetzal:
A minha lista:
O retrato de Dorian Gray de Oscar Wilde
Elogio da Loucura de Erasmus de Roterdão
Odisseia de Homero
Werther de Goethe
Cândido de Voltaire
Notre Dame de Paris de Victor Hugo

e para já são os que me lembro  :)

sleepthrough:
Acho que o primeiro clássico que li foi o Crime e Castigo, do Dostoievski. Gostei muito e foi este que me despertou o interesse pela leitura dos clássicos, ou pelo menos autores mais antigos :) e comecei a correr os livros da minha mãe cá em casa :P

Descobri a Simone de Beauvoir e adorei, mas um que me surpreendeu pela maneira como me prendeu foi o Ilusões Perdidas, de Balzac. Havia noites em que queria ir dormir e só pensava "OK, mais uma página" e não conseguia parar :P

Recentemente, depois de ler as Horas, de Michael Cunningham (e ver o filme) fiquei com imensa curiosidade de ler Virgina Woolf e estou completamente rendida :) Há autores que simplesmente parece nos transformam o modo de ver... tudo, que nos fazem ter de várias vezes levantar os olhos do livro para sentir o mundo à nossa volta outra vez, mas nunca mais somos a pessoa que éramos há dois segundos, nunca mais sentimos as coisas da mesma maneira... adoro livros assim :)

Navegação

[0] Índice de mensagens

[#] Página seguinte

Ir para versão completa